Intolerância Religiosa

Profissão: Bàbá/Ìyálórìsà. Você é contra ou a favor?

Postado em

 

adjá

 

No candomblé é comum ver algumas pessoas torcendo o nariz quando ficam sabendo que determinado sacerdote ou sacerdotisa vive da religião. Geralmente isso vem logo atrelado a cobrança de valores monetários, dinheiro mesmo. Mas afinal de contas, há algo de errado na pessoa que dedicou sua vida a aprender sobre os deuses africanos que cultua e agora cobrar para solucionar problemas alheio com base nisso?

 

Entre o dinheiro e a fé

Quando se entende algo por profissão, subentende-se que haverá salários ou honorários por executar as atividades. Talvez esse seja o grande problema enxergado por muitos quando um zelador/zeladora vive da religião. Ainda é uma grande tabu na cobrança por trabalhos e serviços religiosos executados. Mas não podemos olvidar que um barracão, que é o centro de fé e energia espiritual de um bàbálórìsà ou ìyálórìsà, necessita de manutenção, pagar contas como água e luz e ainda tem o gás e alimentação do próprio e dos que o ajudam (ìyáwo, ekéjì, ògá, etc.)

Outra coisa não muito comum antigamente, mas hoje se vê mais, é o investimento em conhecimento, cursos, seminários, livros e workshops. Também não esquecendo que o zelador(a)  paga por suas obrigações e ebo que venha a tomar com seu mais velho. Ou seja, quando se tem uma profissão, teve que se pagar para obter aquele conhecimento e no caso, aquele àse!

Ou seja, nada vem do nada. Por mais que alguns templos firmem mensalidades para os iniciados como maneira de ajudar nesta manutenção do local sagrado, ainda sim não podemos esquecer que o sacerdote ou sacerdotisa dos cultos afros, assim como o da maioria das religiões, tem sua vida profana e seus gastos no mundo, diversão, alimentação, vestimentas. Mas a grande diferença e bem gritante do Candomblé e Umbanda é não ter uma grande filial com um grande sacerdote, uma super organização como é o caso da Igreja Católica.


 

Atenção!

Super Promoção de R$200,00! Quatro Materiais e com Desconto de R$40,00.

(Curso de Introdução –  Curso Intermediário – Dicionário Yorùbá – Curso Diálogos)


 

 

 

Bens Materiais e a Religião

 

Por vezes quando um zelador ou zeladora tem um vida confortável, possui carro e posta em redes sociais viagens etc, logo pensam que ele é um marmoteiro que suga dinheiro de seus pobres clientes. Onde nos faz entrar em outra questão: o quanto é cobrado é justo? Justo para quem? 

Sabemos há muitos anúncios enganosos por ai, com promessas mirabolantes de resolver N situações na vida do consulente. Mas não podemos negar que alguns sacerdotes são conhecidos pela boa fama, do marketing boca a boca. Alguns possui um jogo ótimo e “uma mão boa” para alguns casos, isso cria bons resultados e faz entrar mais clientes e filhos na casa e uma coisa puxa a outra. Ou seja, ganhos por méritos.

Em outros casos é o nível da clientela, como aqueles que atendem juizes, atores, empresários de alto poder aquisitivo e políticos que quando bem atendidos costumam deixar um boa salva. Mas em todos os casos, os bens que provém da vida religiosa, ou melhor, dos serviços religiosos prestados sempre enche os olhos de alguns e faz torce o nariz de outros.

 

Mas e a caridade?

 

Vejo muita gente comentando que é falta de humildade que não se faz mais nada por caridade. Mas sabemos que alguns sacerdotes e sacerdotisa tem suas sessões de caridades, onde guias dão suas consultas gratuitamente. 

Na verdade, a caridade é mais praticada na Umbanda e menos no Candomblé, mas isso vem de motivos históricos e não por ganancia de um e bondade do outro. 

Há quem diga que hoje o que entendemos por obrigação de anos, nada mais são do que a lembrança de antigamente quando as senhoras fundadoras cobravam as alforrias compradas para seus filhos de santo. Dando a eles esses períodos para eles poderem pagar o que foi gasto na libertação deles. Bem, isso não foi estudo a fundo, mas não foi nem uma e nem duas as vezes que ouvi o assunto.

Mas sim, no Candomblé e Culto a Ifá há mais cobranças de valores que na Umbanda. Vide a história dos três e entenderá. Breve teremos a matéria sobre esse assunto.

 

 

Conclusão:

 

Ou seja, nem sempre deve ser visto como maus olhos um zelador viver de sua religião. Não são os valores e sim a conduta e idoneidade do mesmo que deve ser visto. Muitas vezes a bela casa está com prestação de 300 vezes, o belo carro também foi divido em muuuitas parcelas, a viagem foi presente de algum cliente satisfeito. E outras vezes é inveja de quem vê aquela vida boa e ainda não alcançou a própria.

Mas sim, há os charlatões e contra eles justiça e olhos abertos. Sempre busque referências e cuidado com promessas demais.

 

O que acha do assunto? Deixe seu comentário, quero saber o que pensou sobre.

 

O dábò!!

 

 

 

 

Anúncios

Aulas Gratuitas de Yorùbá no Youtube

Postado em

youtube

 

Mo júbà gbogbo

 

Nosso canal de ensino do idioma Yorùbá voltou com tudo e toda semana estamos postando aulas lá. Quem não sabe, tivemos um problema com uma produtora de vídeo que logo após fez inúmeras denúncias de nosso canal. Como o Youtube não costuma investigar a fundo do que se tratava, tivemos nosso canal cancelado. Mas sem chorumelas, retornamos e cá estamos com três vídeos daqueles que fizeram e ainda fazem muito sucesso com o povo do Candomblé, Umbanda, Ifá e Santería.

Os vídeos são em total de 22, onde o aluno aprende as bases do idioma Yorùbá de maneira fácil e rápida, mas lembrando: somente alunos matriculados em nossos cursos pagos é que podem retirar dúvidas por e-mail e receber descontos em materiais e promoções. Veja abaixo como:


 

idioma_Yoruba


 

Como Aprender com Vídeo Aulas?

 

Muitas pessoas me perguntam como aprender então assistindo essas vídeo aulas, muito simples. Com caderno e caneta na mão, faça anotações de cada expressão e regra idiomática. Não esqueça da repetição: repita o que é dito… erre mesmo e repita novamente. Somente essas duas formas já irão lhe ajudar muito.

 

Mas caso queira uma amostra de nosso material em apostila, baixe sua apostila gratuita aqui e comece a estudar, ela acompanha áudios.

 

Seguem os dois vídeo em nossa playlist e não esqueçam de curtir nossos vídeos e se inscrever em nosso canal, assim poderá receber atualizações sempre que algo for postado.

 

Vídeo aula 1 – Introdução ao Idioma

 

 

 

Vídeo aula 2 – Conheça algumas palavras!

 

Vídeo aula 3 – Formas de tratamento

 

DILMA RECEBE “BÊNÇÃOS DE EXU” DURANTE VISITA AO PIAUÍ

Postado em

 

curso_de_yoruba

 

Mo júbà Gbogbo

 

Dilma Rousseff esteve em Teresina (PI) na última sexta-feira (11) cumprindo agenda política e foi recebida por representantes do Candomblé e Umbanda que deram a “bênção de Exu” durante o evento Dialoga Brasil.

Uma Ìyálórìsà disse à imprensa que a bênção vai ajudar a presidente a resolver os problemas do Brasil. “Demos bênçãos de Exu para a nossa presidente para que ele abra os caminhos e ajude a resolver os problemas do país?”, explicou a mãe de santo Yatyllyssa, do estado de Roraima ao G1.

Os religiosos aproveitaram o encontro para pedir que Dilma ajude no combate à intolerância. “Também entregamos a ela um pedido para que vote o plano nacional a contra a intolerância religiosa, pois sofremos muito com isso. Nossas religiões são discriminadas e esquecidas pelos governos”, disse a mãe de santo.

 

curso_de_iorubá_banner

A adolescente que foi apedrejada no Rio de Janeiro também esteve no encontro com Dilma e deu bênçãos para a presidente. “Fui apedrejada no meio da rua em minha cidade porque estava vestida de roupa da umbanda(?). Vim pedir para a presidente que ela aprove nosso plano de intolerância religiosa, pois nós merecemos respeito. Já fui para vários lugares vestida assim e quero que minha religião seja respeitada como faço com as demais”, afirmou a jovem.

Dilma Rousseff fez um discurso defendendo o direito de crença das pessoas em um país democrático. “Somos um país que respeitamos as diferenças religiosas, não temos guerras religiosas. Nós somos um país que tem de respeitar as diferenças étnicas, as diferenças raciais. Isso é algo que temos que superar porque ninguém que viveu a escravidão supera isso de forma fácil”, afirmou a presidente.

 

Fonte: http://www.libertar.in/2015/09/dilma-recebe-bencaos-de-exu-durante.html

Facebook proibe postagens religiosas depois de críticas de grupos ateus

Postado em

proibido_candomblé_no_face

Será que nem sobre Òrìsà?

 

E mais uma notícia para os que gostam de compartilhar a fé nas redes sociais. Em uma sessão a portas fechadas com os acionistas na terça-feira, executivos do Facebook criaram um conjunto de novas regras que, quando implementadas ainda este ano, irá proibir que os usuários criem suas atualizações de status e mensagens de imagem relacionados de alguma forma à religião e, ao mesmo tempo, tentará desmantelar grupos e derrubar páginas com objetivos ou afiliações religiosas.

O Facebook vai apresentar suas novas regras em três ondas. A primeira vai ser de páginas com temas religiosos serem removidas, bem como grupos religiosos, privados ou não, sendo dissolvidos. A segunda onda irá proibir a postagem, compartilhamento e distribuição geral de imagens e memes religiosos; imagens pedindo a usuários do Facebook para orar, ou incentivando-os a acreditar em uma ou qualquer religião, serão banido, com mensagens de aviso e até mesmo suspensões de conta para aqueles que repetidamente tentarem violar a regra.


 

Breve DVD de Yorùbá – Garanta o Seu e Baixe Sua Apostila Gratuita Aqui!!!!


 

A terceira e maior onda, que deverá entrar perto do fim do ano, terá impacto sobre os usuários regulares Facebook, com novos filtros que procuram as atualizações de status que usam palavras-chave religiosas, como “Jesus”, “oração, “Igreja”, ou “Deus”. O Facebook irá ler atualizações de status sinalizadas para determinar se elas devem ser removidas ou não, com mensagens de aviso e suspensões de sair para aqueles que violarem a regra.

Nem tudo está perdido

Nem todo o conteúdo religioso será banido do Facebook, no entanto. Anúncios pagos para organizações religiosas, serviços e eventos ainda serão permitidos. Além disso, páginas promocionais para filmes, livros e jogos de vídeo com temas religiosos estarão isentos das novas proibições, embora o Facebook afirma que “textos religiosos primários”, como a Bíblia, a Torá e o Alcorão, não receberão esta isenção.

As novas regras anti-religião vieram após várias ondas de protestos de grupos ateus e agnósticos, que afirmam que o conteúdo religioso criado pelo usuário é ofensivo para eles e, como um grupo afirmou: “promove geração após geração a doutrinação contundente em seus sistemas de crenças, que nós não queremos que nossas crianças sejam expostas”.

“Durante anos, grupos religiosos foram autorizados a se espalhar sua propaganda no Facebook e outros sites de mídia social, livremente, por isso esta é uma grande vitória para as pessoas pensantes em todos os lugares”, diz Amber Wallace, fundador da Coalizão Ateísta americana, o grupo que liderou a cobrança sobre as novas mudanças do Facebook. “A religião é de natureza fraudulenta. Considero esta uma vitória não para os ateus, mas para os seres humanos de livre vontade em todos os lugares. Uma vida sem dogma religioso é definitivamente uma vida digna de ser vivida”.

O autor ateu John Rush diz que as novas regras vai acabar com um dos mais nefastos padrões duplos do Facebook. “No ano passado, o Facebook anunciou ‘tags satíricas”, para sites satíricos e, esta semana, eles anunciaram uma nova guerra contra “publicações embusteiras”, como o Daily Currant or The Onion. Eles dizem que querem proibir hoaxes e tirá-los de feeds de notícias. Mas e sobre a religião? Essa é a maior farsa já realizada sobre a humanidade, mas você não viu ninguém fazer nada no Facebook até agora. É bom ver um fim à sua hipocrisia, finalmente. “

Mas os usuários teístas do Facebook não estão entusiasmados com as novas regras.“Quando o Facebook vai perceber que não é o seu trabalho policiar a sua rede social?”, pergunta o reverendo Mike Weis, que planeja mover uma ação judicial sobre as proibições. “Existe algo neste país chamada liberdade de expressão. O Facebook não é obrigado à Primeira Emenda, mas nós, como usuários, devemos esperar deles.O bloqueio de conteúdo, porque uma minoria dos usuários acha que o conteúdo ofensivo é a antítese exata da base na qual esta nação foi fundada. E isso significa que, no mínimo, o Facebook é tão anti-americano como um site pode ser”.

Fonte: http://nationalreport.net/facebook-ban-religious-posts-memes-criticism-atheism-groups/

 

 

Intolerância Religiosa – Pr. Silas Malafaia Fala Sobre o Ocorrido

Postado em Atualizado em

Pr. Fala Sobre a Agressão Contra Menina Candomblecista.

pastor-silas-fa-alerta-gravissimo

Após o evento triste e revoltante contra a praticante de Candomblé, uma criança de apenas 11 anos, um dos representantes dos evangélicos se pronuncia. Pr. Silas é conhecido pelos seus discursos eloquentes e inflamados, por vezes contra os próprios evangélicos,  além de ser vice-presidente do Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil (CIMEB), entidade que agrega cerca de oito mil pastores de quase todas as denominações evangélicas brasileiras.

 
Neste curso vídeo ele expoem o que ele pensa e inclusive incentivando a prisão dos agressores coverades que a polícia na data de hoje (18/06/2015) ainda não encontrou. Fato estranho, pois o médicos esfaqueado na lago a captura de suspeitos foi rápida, inclusive apresentando quatro suspeitos quando o médico foi atacado por dois.

Chegou a hora de outras lideranças se levantarem e abri o verbo também. Será que alguém da IURD se habilita?

Vejam e ouça o vídeo.