orixa

“Ebó” – A importância de ter Àse.

Postado em Atualizado em

ebo

 

Mo júbà àwon òré mi!

 

No Candomblé, além de não poder deixar de existir os òrìsà e o jogo de búzios, o ebo é um dos procedimentos ou rituais de mais importância que há. Não nasce um òrìsà na cabeça de um ìyáwo sem um ebo; não há um ritual fúnebre asese sem um ebo; não há obrigação de anos sem um ebo e a vida de muitos clientes são equilibradas através do ebo.

Há momentos na vida que as coisas começam a sair do lugar. As coisas começam a dar errado e por mais que você tente fazer algo para mudar, só piora. Ao consultar o oráculo de Ifá, descobre que suas energias estão negativas. Que determinado odù está passando uma mensagem negativa e mostrando que determinadas coisas não andarão, caso não sejam limpas as energias do seu corpo.

Neste momento entra o ebo. Podemos definir como ritual para limpeza e energização do seu corpo espiritual, possibilitando que as coisas fluam e tudo de bom possa acontecer. Um ritual desses é capas de tirar alguém da cama, possibilita uma vida mais tranquila, mais prosperidade… enfim, o ebo só traz benefícios aos que o recebem.

 

 

Como é um Ebo

Ele é composto por ervas secas, grãos, utensílios com significados litúrgicos fortes como o abano de palha, velas, frutas, legumes e até animais. A finalidade é uma limpeza, e logo após, a transferência de àse. A pessoa, que pode ser um zelador(a), passa esses materiais no corpo da pessoa da pessoa que está em pé diante dela… há casos em que encosta somente na testa ou no peito; há casos que passa somente próximo ao corpo… no astral do consulente em outros casos é passado no corpo mesmo. Enquanto isso àwon orin, àwon oríkì ou àwon àdúrà são cantados ou declamados no idioma Yorùbá.

 


Sem Título-1

Clique na Imagem e Compre o Seu.


 

 

Logo após toma – se banhos de ervas e/ou descansa se para o dia seguinte ver qual a orientação do zelador. Há casos em que as roupas usadas devem ir junto com o material que foi passado no corpo da pessoa. Esse material é descartado… uma forma de mandar essa energia que causa o problema embora.

 

 

 

Comida de òrìsà são Ebo

Muitas pessoas confundem ebo com oferendas votivas aos òrìsà. Mas não se engane. O ebo pode ater ser feito em intenção a determinado òrìsà, ou como uma maneira de deixar a pessoa limpa para entrar em contato com o òrìsà (Caso das feituras/iniciação), mas as oferendas ou comidas aos òrìsà é uma maneira de agradecer ou pedir algo aos mesmos. Geralmente com a comida e bebida preferidas do òrìsà e também paramentos que quando em terra eles utilizam.

Após o ebo também se faz necessário um tempo de abstinência de algumas coisas como sexo, álcool, bebidas escuras e por ai vai. Para entender o porque disso leia o nosso post sobre o assunto – Sexo e Candomblé!

Ebo muitas vezes são prescritos baseados em odù e outros casos não. Mas sempre determinado por um jogo de búzios e por um zelador(a) capacitado para isso. É uma coisa séria, pois desconhecendo o èwo de determinada pessoa ou odù, o tiro pode sair pela culatra e arruinar a vida da pessoa. Há muitos casos assim!


 

Atenção!

Super Promoção de R$200,00! Quatro Materiais e com Desconto de R$40,00.

(Curso de Introdução –  Curso Intermediário – Dicionário Yorùbá – Curso Diálogos)


 

Ou seja, o ebo é um ritual poderoso e importante dentro do Candomblé e também culto a Ifá. Sempre ouça e siga o que o bàbálórìsà ou ìyálórìsà diz, pois a eficácia do ritual às vezes está nos dias que se seguem.

 

 

O dábò Gbogbo

 

 

 

 

 

 

 

 

Aulas Gratuitas de Yorùbá no Youtube

Postado em

youtube

 

Mo júbà gbogbo

 

Nosso canal de ensino do idioma Yorùbá voltou com tudo e toda semana estamos postando aulas lá. Quem não sabe, tivemos um problema com uma produtora de vídeo que logo após fez inúmeras denúncias de nosso canal. Como o Youtube não costuma investigar a fundo do que se tratava, tivemos nosso canal cancelado. Mas sem chorumelas, retornamos e cá estamos com três vídeos daqueles que fizeram e ainda fazem muito sucesso com o povo do Candomblé, Umbanda, Ifá e Santería.

Os vídeos são em total de 22, onde o aluno aprende as bases do idioma Yorùbá de maneira fácil e rápida, mas lembrando: somente alunos matriculados em nossos cursos pagos é que podem retirar dúvidas por e-mail e receber descontos em materiais e promoções. Veja abaixo como:


 

idioma_Yoruba


 

Como Aprender com Vídeo Aulas?

 

Muitas pessoas me perguntam como aprender então assistindo essas vídeo aulas, muito simples. Com caderno e caneta na mão, faça anotações de cada expressão e regra idiomática. Não esqueça da repetição: repita o que é dito… erre mesmo e repita novamente. Somente essas duas formas já irão lhe ajudar muito.

 

Mas caso queira uma amostra de nosso material em apostila, baixe sua apostila gratuita aqui e comece a estudar, ela acompanha áudios.

 

Seguem os dois vídeo em nossa playlist e não esqueçam de curtir nossos vídeos e se inscrever em nosso canal, assim poderá receber atualizações sempre que algo for postado.

 

Vídeo aula 1 – Introdução ao Idioma

 

 

 

Vídeo aula 2 – Conheça algumas palavras!

 

Vídeo aula 3 – Formas de tratamento

 

Aula de Yorùbá Para Candomblé – #6

Postado em

 

Mo júbà gbogbo e cá estamos na nossa sexta aula. Sempre trazendo temas pertinentes ao mundo do Candomblé, Umbanda e Ifá. E cada dia mais o apoio de alunos e seguidores vai me dando forças de prosseguir e chegamos em nossa aula que falamos sobre nome de barracão de santo, ou ilé t’òrìsà… o espaço sagrado onde os àwon òrìsà são cultuados. Onde nascem a cada dia mais um òrìsà que irá bailar relembrando seus feitos em terra.

 

E onde o aprendizado do idioma Yorùbá, ou um Curso de Yorùbá pode ajudar você a colocar um nome em sua casa de santo? Em muitas coisas e principalmente para não passar a vergonha de ter o nome como menstruação, peneira e por aí vai associado a sua casa. Irá entender até o término da matéria, aguarde. Entender o idioma de nossa religião, nem que seja o básico, o fundamental…  é de suma importância para todo iniciado, ainda mais os que tanto batem no peito para dizer que tem mais de 10, 20… 30 anos de iniciado! A idade é primordial, ainda mais quando atrelada ao fator conhecimento de causa.


curso_de_iorubá_banner


Vamos começar!

 

Todos estão acostumado a ver os nomes das casas: Ilê Axé…, Igba/ Ibá Axé… ou até mesmo… Ebé/Egbe Orixá…. (Nomes deixei aportuguesados mesmo). Muito antigamente, antes dessa não mais nova globalização e boom da internet, tudo isso passaria desapercebido de algum erro e uns até acham bonito sair do tradicional Ilê Axé e partir para outras nomenclaturas. Mas isso causa uma babel de termos e que muitas e muitas vezes fogem dos significados mais básicos. Casa de Energia/ Força Espiritual… Claro que não é proposital, ainda mais em tempos que o acesso a conhecimento era muito limitado e quem o tinha trancafiava até o caixão e ia-se por terra.

 

Veja a palavra Àse (Axé):

Escrita corretamente: Àse. Tradução mais comumente aceita: Energia espiritual, força espiritual. Bem, não me apegarei a traduções detalhadas, pois é uma palavra que pede um livro, mas todos compreendem bem o que significa.

Mas na falta de conhecimento básico, Àse se transforma em À. E comentei em um vídeo no Youtube sobre acentuações e a mania de algumas pessoas colocarem acentos onde não há necessidade, vezes por ignorância mesmo, mas um simples acento transforma sua casa em alvo de piada… Veja esse exemplo simples: Ilé Àsé t’Ògún.

 

Casa da Menstruação de Ògún!!!

 

Pois é, à significa menstruação e não ficaria nada bonito estampado em uma placa na frente de seu ilé; num convite para saída de ìyáeo ou obrigação; ou até mesmo em um jornal como anúncio para jogo de búzios. Agora entende a importância de um básico conhecimento de acentuações e um dicionário confiável?

Ainda há Àsè = Festa/ e Asé = peneira.

Esses dois menos inofensivos, mas da mesma forma merecem cuidado no uso.


Apostila Gratuita de Yorùbá Com Áudios – Clique Aqui e Baixe A Sua!


 

 

Egbé e Igbá.

O primeiro termo eu via muito utilizado pelas pessoas de Ifá, que após iniciadas, formavam grupos para estudo e continuar o culto aqui no Brasil após o seu sacerdote retornar para Nigéria ou outra localidade. Ègbé significa uma reunião de pessoas ou uma sociedade. Um grupo de pessoas e organizadas, não podemos esquecer deste fator. Não é qualquer turma de baderneiros que se tornam um Ègbé.

Mas de uns tempos para cá, esse termo também é usado para casas de òrìsà praticantes de Candomblé, posto que, acredite, nem todos que se reúnem para cultuar òrìsà pode se enquadrar como Candomblé. E isso despendem longos debates que eu particularmente não acredito que muitos estejam prontos para tal.

 

Cabaça-300x196

Igbá já é mais filosófico e envolve o simbolismo da cabaça e esse é seu significado (Igbá = Cabaça). Pequeno espaço sagrado e muito especial para se usar em vários feitiços, ebó e N utilidades, mas aqui é o poder sagrado do objeto que possibilita usar para nomear lugares. Uma casa de santo é um local sagrado… um igbá. Igbá àse… Cabaça de àse.. cabaça de energia/ força!

 

 

Vamos então deixar as palavras bem explicadas para ajudar no nome de seu Ilé. Claro que a intenção não é ensinar a você como colocar um nome em seu Ilé, pois cada Àse age de uma maneira. Porém, é dar uma luz nos principais termos e também impedir que determinadas palavras estranhas vão parar em convites de saídas de Ìyáwo… Fan Pages… Placa de barracões e até tatuagens como já vi.

Ilé = Casa, Moradia, habitação. Aportuguesado – Ilê.

Àse = Energia espiritual. Ap. – Axé.

Ègbé = Sociedade, comunidade, associação, grupo. Ap. Egbé.

Igbá = Cabaça. Aportuguesado, porém incorre em muito erro de tradução: Ibá.

Lembrando que vejo muitas junções de três elementos: Ilé Àse Igbá…. ou Ilé Àse Ègbé

 

O dábò Gbogbo!!

 

A Educa Yorùbá oferece o serviço de consultoria nesta área, nomeações de barracões e correção de significados. Contato: bara_rj@hotmail.com

 

 

curso_de_iorubá_banner_2

 

Aula de Yorùbá Para Candomblé #4

Postado em

Aula de Yorùbá para o Candomblé #4

Aula de Yoruba em DVD


Ops…  perdão interromper a aula, sabia que já está a venda o Curso de Yorùbá em DVD? Clique Aqui e Conheça o Material!!!


 

Olá, mo júbà gbogbo!!

 

E voltamos com mais uma aula de Yorùbá voltada para o Candomblé totalmente gratuita. Se é a primeira vez que aparece por aqui, pode acompanhar as outras aulas nos links abaixo.

Aula de Yorùbá – 1

Aula de Yorùbá – 2

Aula de Yorùbá – 3

 

Antes de começar, também gostaria de convidá-lo a conhecer meu canal no YouTube e minha Fanpage, onde você sempre encontra as novidades que posto: vídeos, promoções, cursos, palestras e por aí vai!!

 

Canal no YouTube Aqui!

Fanpage aqui!!

 

Vamos aprender?

Verbos em Yorùbá é uma parte muito fácil do idioma, porém não menos importante. A facilidade provém do fato de serem palavras de alterações mínimas e importantes pois expressam ações e o que somos sem ações? Vejam e entendam. Regra básica de verbos é: invariabilidade… não mudam, mas a posição dentro da frase sim.

Definição: Verbos são palavras que expressam ações que podem ter acontecido, estar acontecendo ou ter acontecido. Em Yorùbá são fáceis de identificar.

Verbo “perguntar” = bi (obs.: todo verbo em Yorùbá já vem no passado, o que muda às vezes é o contexto dele ou a presença de advérbios.)

Èmi bi = eu pergunto ou perguntei
Ìwo bi = você pergunta ou perguntou
Òun bi = ela ou ela pergunta ou perguntou
Àwa bi = Nós perguntamos
Eyin bi = Vocês perguntam ou perguntaram
Àwon bi = Eles ou Elas perguntam ou perguntaram

Até aí fácil…. ok? Béèni?

 

Gerúndio.

 
E se eu quiser por esse verbo no gerúndio (Ação que está ocorrendo neste exato momento), como faço? Simples, partículas pré-verbais!! No caso do gerúndio – “n”. 

Èmi nbi = eu estou perguntando
Ìwo nbi = você está perguntando
Òun nbi = ela ou ele está perguntando
Àwa nbi = Nós estamos perguntando
Eyin nbi = Vocês estão perguntando
Àwon nbi = Eles ou Elas estão perguntando

Não disse ser simples!!?! Lembrando que o gerúndio também é marcado com apóstrofo “Èmi n’bi” = “Èmi nbi”.

Futuro (Nosso futuro indicativo) Partícula “Yio” ou “Yóò”.



Èmi yio bi = eu perguntarei
Ìwo yio bi = você perguntará
Òun yio bi = ela ou ele perguntará
Àwa yio bi = Nós perguntaremos
Eyin yio bi = Vocês perguntarão
Àwon yio bi = Eles ou Elas perguntarão

Simples e simples, apenas agir assim com os demais verbos…sem nunca mudar a estrutura do próprio.

 

aprendendo_yoruba

 


 

Conclusão: Sabendo que os verbos são inalteráveis em sua estrutura e que o que flexiona o tempo e o modo são as partículas pré-verbais; e também sabendo que o verbo por si só, sem adição de partícula já expressa passado, podemos conjuga-los facilmente.

Mas, existem outras partículas, não termina aqui as explicações sobre o assunto. Caso deseje conhecer mais sobre verbos, adquira o Curso de Introdução ao Idioma Yorùbá (Clique Aqui e Saiba Mais), assim, além de você poder conhecer mais a fundo os verbos, poderá retirar suas dúvidas quanto a eles também.

Áudio para auxiliar Clique Aqui (Está meio amador rs)

O dábò!!!!!

 

 

 

Facebook proibe postagens religiosas depois de críticas de grupos ateus

Postado em

proibido_candomblé_no_face

Será que nem sobre Òrìsà?

 

E mais uma notícia para os que gostam de compartilhar a fé nas redes sociais. Em uma sessão a portas fechadas com os acionistas na terça-feira, executivos do Facebook criaram um conjunto de novas regras que, quando implementadas ainda este ano, irá proibir que os usuários criem suas atualizações de status e mensagens de imagem relacionados de alguma forma à religião e, ao mesmo tempo, tentará desmantelar grupos e derrubar páginas com objetivos ou afiliações religiosas.

O Facebook vai apresentar suas novas regras em três ondas. A primeira vai ser de páginas com temas religiosos serem removidas, bem como grupos religiosos, privados ou não, sendo dissolvidos. A segunda onda irá proibir a postagem, compartilhamento e distribuição geral de imagens e memes religiosos; imagens pedindo a usuários do Facebook para orar, ou incentivando-os a acreditar em uma ou qualquer religião, serão banido, com mensagens de aviso e até mesmo suspensões de conta para aqueles que repetidamente tentarem violar a regra.


 

Breve DVD de Yorùbá – Garanta o Seu e Baixe Sua Apostila Gratuita Aqui!!!!


 

A terceira e maior onda, que deverá entrar perto do fim do ano, terá impacto sobre os usuários regulares Facebook, com novos filtros que procuram as atualizações de status que usam palavras-chave religiosas, como “Jesus”, “oração, “Igreja”, ou “Deus”. O Facebook irá ler atualizações de status sinalizadas para determinar se elas devem ser removidas ou não, com mensagens de aviso e suspensões de sair para aqueles que violarem a regra.

Nem tudo está perdido

Nem todo o conteúdo religioso será banido do Facebook, no entanto. Anúncios pagos para organizações religiosas, serviços e eventos ainda serão permitidos. Além disso, páginas promocionais para filmes, livros e jogos de vídeo com temas religiosos estarão isentos das novas proibições, embora o Facebook afirma que “textos religiosos primários”, como a Bíblia, a Torá e o Alcorão, não receberão esta isenção.

As novas regras anti-religião vieram após várias ondas de protestos de grupos ateus e agnósticos, que afirmam que o conteúdo religioso criado pelo usuário é ofensivo para eles e, como um grupo afirmou: “promove geração após geração a doutrinação contundente em seus sistemas de crenças, que nós não queremos que nossas crianças sejam expostas”.

“Durante anos, grupos religiosos foram autorizados a se espalhar sua propaganda no Facebook e outros sites de mídia social, livremente, por isso esta é uma grande vitória para as pessoas pensantes em todos os lugares”, diz Amber Wallace, fundador da Coalizão Ateísta americana, o grupo que liderou a cobrança sobre as novas mudanças do Facebook. “A religião é de natureza fraudulenta. Considero esta uma vitória não para os ateus, mas para os seres humanos de livre vontade em todos os lugares. Uma vida sem dogma religioso é definitivamente uma vida digna de ser vivida”.

O autor ateu John Rush diz que as novas regras vai acabar com um dos mais nefastos padrões duplos do Facebook. “No ano passado, o Facebook anunciou ‘tags satíricas”, para sites satíricos e, esta semana, eles anunciaram uma nova guerra contra “publicações embusteiras”, como o Daily Currant or The Onion. Eles dizem que querem proibir hoaxes e tirá-los de feeds de notícias. Mas e sobre a religião? Essa é a maior farsa já realizada sobre a humanidade, mas você não viu ninguém fazer nada no Facebook até agora. É bom ver um fim à sua hipocrisia, finalmente. “

Mas os usuários teístas do Facebook não estão entusiasmados com as novas regras.“Quando o Facebook vai perceber que não é o seu trabalho policiar a sua rede social?”, pergunta o reverendo Mike Weis, que planeja mover uma ação judicial sobre as proibições. “Existe algo neste país chamada liberdade de expressão. O Facebook não é obrigado à Primeira Emenda, mas nós, como usuários, devemos esperar deles.O bloqueio de conteúdo, porque uma minoria dos usuários acha que o conteúdo ofensivo é a antítese exata da base na qual esta nação foi fundada. E isso significa que, no mínimo, o Facebook é tão anti-americano como um site pode ser”.

Fonte: http://nationalreport.net/facebook-ban-religious-posts-memes-criticism-atheism-groups/

 

 

Sexo e Candomblé. Isso pode?

Postado em Atualizado em

tumblr_ls09jjYKm81qznxy5o1_400
Sexo e Candomblé – Um assunto bem quente!

O Candomblé é muito conhecido por ser uma religião de mágicas, danças, cantos e toques de atabaques. A expressão diz que os  òrìsà  descem ao àiyé para serem homenageados em seus devotos, seu filhos também conhecidos como ìyáwó, é bem verdadeira. Aqui eles revivem atos de guerra, alegria e tristeza, derrotas e vitórias. Mas há muito mais que o Candomblé pode fazer em serviço de seu povo: são os serviços de magia, ebo, banhos e outros encantos que pessoas buscam para apaziguar problemas de saúde, financeiro, amor e sexo. Sendo este último um grande tabu.

 

Há questões que dividem adeptos, tantos os antigos quantos os mais novos. Passa tempo e mais tempo e sempre rola pelas redes sociais, pelas conversas pós toque e nos bate papos por telefone quando um amigo liga para o outro: Sexo e Candomblé. Não falo dos escândalos que ocorrem vez ou outra dentro das dependências religiosas… não.

 

Sexo e os Òrìsà

A sensualidade e sexualidade estão muito presentes nos deuses Yorubanos. Algumas ìyágbá são conhecidas pela sensualidade como Oyá e Òsun. Há relatos, lendas, onde notamos atos de sedução e conquista, que culminam no ato sexual. Èsù talvez seja o òrìsà mais ligado ao sexo de maneira direta que há, com seu falo representando seu poder e sendo portador de àse. O próprio bastão de Èsù, conhecido como ògo, tem a representatividade da fertilidade masculina, a forma fálica, ereta que a tempos atrás e ainda hoje espanta, escandaliza muita gente, deixando até sem graça os desavisados. Havendo muito simbolismo no mesmo, não só o sexual. Mas geralmente, assuntos ligados a sexo são entregues a Èsù, nem todos, mas quase todos!

1421090151

Sexo e o Corpo 

Sexo suja o corpo. Isso é unanimidade entre os adeptos. Sendo até muito respeitado hoje em dia, não que antes não fosse. Mas o que muitas pessoas associam esse “sujar corpo”, vem de uma visão moralista, como se o ato fosse algo sujo e por isso maculasse a moral de quem o pratica. Pensamento esse enraizado por N situações que vai desde dos pais até à própria sociedade que trata o assunto sexo ainda com delicadeza “cirúrgica”. Não é bem assim.
O ato de sujar o corpo ocorre espiritualmente, ou energeticamente, e não em níveis socio-moral. Essa visão moralista ainda é vestígio da educação cristão muito presente até mesmo em quem é do Candomblé e Umbanda.
No ato sexual há troca de energia com outra pessoa, mesmo com o uso de preservativo, fazendo com que seu corpo e o da outra pessoa não fiquem puros, não há mais somente sua energia ali, a energia de um agora é misturada com mais um. Baseado nisso, um jogo de Òpèlè, Ikin ou até mesmo búzios, captariam uma energia misturada ou a mediunidade da pessoa que joga não sentiria de maneira pura. Daí também o porque do resguardo de atos sexuais 24 ou 12 horas antes de ocorrer um ebo, incorporação e/ou outros ritos litúrgicos: necessidade de sua energia pura para o Òrìsà. Você é um templo para o seu Òrìsà. Você é um altar para seu santo.

Essa relação sexo e religião é o que escandaliza muita gente quando o assunto é zelador que se relaciona com ìyáwo fora do barracão(Namoro ou casamento). O primeiro argumento é: a pessoa que mantém relação com você vai mexer em seu orí e em seu òrìsà? Isso pode destruir sua vida espiritual. Definitivamente não é correto? – Dizem.

Mas aí pensamos: Tantos são os casais onde o zelador(a) mantém uma relação até legal, casados no papel, com sua(seu) ìyáwo e a vida deles prospera perfeitamente. Claro que ainda sobra o argumento: mas lá na frente o òrìsà dá uma rasteira!!
Um assunto bem cabeludo ainda para a sociedade candomblecista debater. Mas geralmente o sexo entra como grande empecilho para haver esta união.


 

Que Tal Um Curso Gratuito de Yorùbá? Ainda Não Tem?
Clique Aqui!!


 

Sempre bom lembrar que não há pecados na tradição antiga Yorùbá, há sim atos que podem levar a contaminação de sua energia. Pecado é uma ideia judaico-cristã, (do original grego “hamartia”) significa ERRAR O ALVO, falha em atingir a marca, falha em alcançar a finalidade para a qual se foi criado e neste caso o alvo: viver de acordo com as diretrizes imposta por Deus aos Israelitas.

 


E o álcool sua o corpo como falam?
Fato curioso o de alguns Oluwo ou Bàbálawo não terem e nem precisarem do corte de álcool, na visão de alguns nigerianos o álcool não suja o corpo. Já aqui no Brasil ainda há a visão moralista em relação a isso. Claro que aqui não falo de bebuns realizando atos religiosos, não misturar as estações.

Na visão Yorùbá até mesmo a má língua, lugares, objetos podem sujar o corpo. Lembrando, não sendo uma questão moral, mas uma questão energética-espiritual. Um exemplo é um feitiço nigeriano antigo que pede areia ou terra de onde houve algum acidente com muita morte. Esse feitiço é para atormentar o sono da outra, partindo do princípio que ali onde houve as mortes se tornou um lugar com muitas energias caóticas misturadas.

 

Para a limpeza do corpo além desse período de tempo é indicado um banho chamado de omi èròEsse termo em Yorùbá significa: água que acalma, ou água calmante!

 

E como diz o anúncio: Sexo é Vida!! 

 

Agora gostaria de convidá-lo(a) a conhecer meu trabalho com o idioma Yorùbá caso não conheça. Compre já seu curso no Boleto ou Cartão de Crédito (12x)

idioma_Yoruba

Aula de Yorùbá Para Candomblé #2

Postado em Atualizado em

Aula de Yorùbá Para Candomblé #2

(Parte Integrante da apostila Intermediária de Yorùbá com áudio)

curso_yoruba_sp_usp_uerj

 

Dando continuidade as aulas voltadas para o dia a dia do barracão de Candomblé, vamos com a segunda aula. Caso tenha perdido a primeira, veja aqui!

Um dos ensinamentos que o neófito recebe ao fazer parte do Candomblé é o pedido para se entrar em uma parte do ilè, um quarto, sala ou até mesmo para interromper alguma conversa para falar algo de importante…enfim, a utilidade é bem variada, cada casa um caso:

“Àgò ilé!” ou somente “Àgò!”

A função dessa expressão é de que as pessoas dentro da casa, possam se arrumar ou aprovar a entrada caso estejam em condições de receber o visitante. Pois imagine que há alguém trocando de roupa; um zelador passando algum conhecimento que outra pessoa não sabe ou não deve/pode saber, enfim, são variados os motivos. Ou seu Bàbálórìsà ou Ìyálórìsà esteja num conversa e você precisa falar algo com ele(a), você além da postura e ato corporal correto, diz essa palavra. Usar tal expressão denota que você é uma pessoa consciente do uso correto tanto da expressão, quanto que se trata de uma pessoa educada no santo. O respeito e educação são fundamentais dentro das religiões de matrizes afro como o Candomblé e Umbanda.

Essa expressão em Yorùbá também é usada em locais nativos para pedir abertura na rua, quando vem alguém montado a cavalo ou com algo muito pesado. Seria parecido com o que os carregadores do Mercadão de Madureira usam quando querem passar.

“Àgò” – é uma contração de “Yàgò”, ou seja, dê espaço. Alguns dicionários grafam também “ké àgò” e a contração “k’àgò” que não fica muito belo foneticamente. Mas o significado: Licença. Dê me licença. Com licença.

 

ago_curso_candomble_ioruba

 

Ago  também significa desculpas?

Não exatamente. O idioma Yorùbá tem algumas palavras bem específicas para pedir desculpas e dentre elas não se configuram Àgò ou Agô. Motivos dessas diferença, ainda não sei ao certo, mas muitos usam diversas teorias que eu particularmente não sou adepto. Mas veja abaixo as palavras melhor usadas para pedir desculpas por algo ocorrido.

 

  • Pèlé – para uma pessoa mais nova e também significa meus pêsames. Perdão, calma, desculpas;

 

  • Dáríjì mi – Perdoe-me;

 

  • Binuje – Perdoe-me;

 

  • Má bínú – Não fique chateado, desculpas.

 

 

Mas aí a dúvida perdura: e a resposta Olùkó Vander, está correta? Em resposta a esse pedido, licença, as pessoas usam: “àgò yá”. Nada mais do que certo. Pois o termo “yá” indica uma aprovação sendo em alguns casos usado como um “sim”. Na verdade é uma partícula afirmativa, no entanto, não de todo errado, alguns dicionários dão o significado como: abrir, ceder. Coisas dos 21 dialetos conhecidos (há mais) do idioma Yorùbá.


 

curso_de_iorubá_banner_2

 


Não confundir com “Yá” com “Ìyá” – mãe. 

E no caso em que não pode a pessoa adentrar o recinto pois o Bàbá/Ìyá está em uma conversa ao telefone, vestindo-se? Há um costume de se dizer que quando a pessoa de dentro fica em silêncio, a permissão não foi dada, mas não é bem assim. Podemos dizer:
“Dúró!” – Aguarde, permaneça!
Sendo uma pessoa mais velha, reconhecendo-se isso de alguma forma, ou sendo um grupo de pessoas, dizemos:
“E dúró!” – Aguardem. Permaneçam aí!
Algo bem simples, mas que faz da pessoa que o usa, uma pessoa bem vista no quesito educação e informação cultural religiosa Yorùbá. Mas não se espante se isso tudo é muito novo para você, acesse esse link e baixe sua apostila com áudios gratuitos do curso de Yorùbá – CLIQUE AQUI E BAIXE! Conhecimento não ocupa espaço!

 

E mais! Que conhecer os nomes corretos dos Òrìsà? Clique Aqui e Baixe Sua Apostila Com os Nomes!

 

O dábò gbogbo!!